Resenha #8: Stolen, carta ao meu sequestrador, de Lucy Christopher

Título: Stolen - Carta ao meu sequestrador
Autor(a): Lucy Christopher
Editora: ID
Páginas: 368
Sinopse: Gemma é uma adolescente normal esperando para pegar um voo no aeroporto de Bangkok com seus pais. Ao se afastar, conhece o charmoso e envolvente Ty, e nem imagina quais são suas reais intenções. Ele lhe oferece um café em que coloca algum tipo de droga. Confusa, ela é sequestrada e arrastada para o meio do deserto australiano. Ele a rouba para si, depois de anos a observando, e ainda espera que ela o ame. Os dias se passam e eles têm apenas um ao outro na imensidão vazia e escaldante do deserto, e Gemma começa a entender e conhecer Ty. É aí que os limites entre inimizade e compaixão vão ficando cada vez mais tênues.





Antes de mais nada, é preciso saber o que é a Síndrome de Estocolmo. Define-se como um estágio particular em que algumas pessoas que são vítimas de sequestro a partir da tentativa da vítima de se identificar com seu raptor ou conquistar a sua simpatia. 

Dito isso, podemos começar a resenha. Se você leu a sinopse acima, provavelmente percebeu que esse livro é bem previsível. A mocinha que é sequestrada pelo rapaz bonito, descobre que ele a observou durante anos, o odeia no inicio e o ama no final, certo? Errado.


"É difícil odiar alguém uma vez que você passa a entendê-lo." - Stolen, Lucy Christopher

O maior dilema que você encontra nesse livro é amar ou odiar o Ty pelo que ele fez? Porque, apesar de não parecer na sinopse, é muito mais fácil desenvolver empatia por ele do que pela Gemma. E eu não tinha maior pretensão que isso acontecesse. 

Desde que li a sinopse, tive a certeza que não gostaria do Ty. Não fã de homens que começam a história como cafajestes e no final se transformam em alguém perfeito. Mas a autora surpreende. Deixo claro que ele não é mocinho e muito menos bonzinho. Ao longo da leitura, descobrimos que ele é um homem com distúrbios que vê em Gemma sua salvação. E Lucy escreve de tal forma, que é impossível não se apaixonar por ele.

O livro é narrado em forma de carta da Gemma para o Ty após o fim do seu sequestro (talvez seja spoiler, mas o nome do livro já deixa isso claro) , isso torna a narrativa ainda mais interessante. A história é fluída e é impossível largar o livro até descobrir o final. A autora consegue criar um cenário incrível e explorar bem os problemas relacionados a Síndrome de Estocolmo. 

Já li esse livro em inglês, e, infelizmente, tenho que destacar que a edição da ID peca em algumas partes da tradução. Mas nada que torne impossível ou incompreensível a leitura. E a capa, bem como a original, é linda.

O final do livro é insatisfatório e corrido, mas mesmo assim não posso deixar de recomendá-lo. O livro é emocional e chocante, te deixa em dúvida sobre suas concepções de certo e errado. Você sabe que deveria odiar o sequestrador, mas como não amá-lo?  



Quotes Perdidos

Norte riograndensse, blogueira por amor ao livros. Curte séries tanto quanto ama terror. Um bom drama vale a pena e nada melhor que um filme junto com um friozinho. Prazer, pode me chamar de Andy.

14 comentários:

  1. No começo até pensei que fosse uma história real. O livro até me interessaria se tivesse outro rumo como ela fugir e odiar o sequestrador... Sei lá... Eu não sou muito fã de romances.
    Um.abraço
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
  2. Olá!

    Já tinha ouvido falar nesse livro, e estou louca pra ler! A Síndrome de Estocolmo é pouco tratada na literatura e livros como esse, apesar do romance, ajudam na compreensão da sociedade e aceitação de quem sofre com ela.

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá, esse é um livro que contém uma trama que me interessa muito, eu adoro essas histórias chocantes e que fazem o leitor pensar, confesso que o final parece previsível mesmo, mas mesmo assim estou doida para conferir a obra. Ótima resenha!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  4. Oiii!!!

    EU não conhecia esse livro e nossa que temática hein?
    Achei legal o que falou aqui e principalmente da sinceridade, AMO quando as autoras saem do mais do mesmo e fazem coisas novas e diferentes.
    Mesmo com esse final ruim, acho que daria uma chance!


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro me conquistou justamente por isso, já tinha o final todo montadinho na minha cabeça, mas a autora me surpreendeu totalmente. Amo quando isso acontece.

      Beijos da Andy *-*

      Excluir
  5. Olá!
    Já tinha ouvido falar desse livro e na época eu me interessei, mas em meio a tantos outros livros acabei me "esquecendo" dele. Mas lendo a sua resenha fiquei com vontade de ler e saber como isso tudo irá terminar. Deve ser estranho criar uma empatia pelo sequestrador, lendo assim, acho meio estranho, mas só irei saber mesmo quando puder conferir a história. Parabéns pela resenha simples e objetiva!

    Beijos!
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br//

    ResponderExcluir
  6. Oi
    Adoro livros de sequestro e tudo o mais, mas nunca me apego ao mocinho, mesmo que ele se torne alguém bom com o tempo ou, no caso de Ty tenha algum distúrbio e tudo o mais... Não consigo.
    Gostei muito do livro pelo que você disse, só fico com o pé atrás por causa do final corrido, isso me deixa meio desanimada!!
    Beijos

    LuMartinho | Face | Sorteio de Natal

    ResponderExcluir
  7. Olha eu ainda não conhecia essa obra, mas sinceramente eu não me senti atraída para ler por agora, porque estou em outra fase sabe? Mas mesmo assim me parece ser uma boa estória por se tratar de um assunto muito importante. Acho que seria legal alguns leitores conhecerem mesmo. Mas eu pelo menos vou deixar para mais pra frente e quando tiver no clima. Eu vou anotar até a dica, porque achei interessante tudo que tu contou sobre a estória. Enfim...

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/11/resenha-como-se-apaixonar.html

    ResponderExcluir
  8. Nunca fiquei chocada com a síndrome, porque, é muito mais que natural que você se afeiçoe por alguém que passa anos ao seu lado, é a unica pessoa que você conhece e reconhece como algo...
    Amei o livro, mesmo, e quero muito lê-lo.
    Bjs
    Tay do Let it Shine

    ResponderExcluir
  9. Já tinha visto esse livro, mas é a primeira resenha que leio dele.
    Achei a história bem interessante, bem diferente do que eu estava imaginando que fosse (não tem jeito, sempre achamos que a mocinha vai se apaixonar depois de odiar o rapaz por algum tempo).
    Não é algo que eu leria imediatamente, mas é uma boa dica e já está anotadinha aqui.
    Beijos
    Coisas de Meninas

    ResponderExcluir
  10. Oi Pessoal,
    Não é a primeira vez que vejo uma resenha desse livro e sinto vontade de lê-lo...
    O brabo é que essa editora faliu e aí já começa a dificultar as coisas na hora de conseguir.
    Mas juro que lendo a sinopse esperava algo diferente dessa história, e fiquei chateada com sua constatação sobre o final corrido, porque imagino que eu vá me sentir da mesma forma.
    Gosto de finais bem desenvolvidos, isso conta muito pra mim, a maneira que guardarei o livro em minha mente. Quero ler mas já vou sem muitas expectativas.

    Abraço e Bons Livros,
    Biblioteca do Coração❤

    ResponderExcluir
  11. Oiii, tudo bem?
    Nossa esse livro tem um titulo bem forte. Ainda não o li mas quem sabe se eu tiver a oportunidade posso ler.
    Amei o post.
    ♥♡Bjs ♡♥
    http://leiturasdamary.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Nooooooooooossa super achei o livro bom e imaginei ele sendo adaptado pro cinema.
    Beijos, Maisa.
    http://reinoliterariobr.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oie, tudo bom?
    O tema desse livro é polêmico mesmo e já vi algumas discussões quando algo do tipo acontece. Fico imaginando a reação da pessoa e isso está muito relacionado com o psicológico sabe e como o sequestrador cuidou da pessoa. É um assunto estranho, mas real. Uma pena que tenha pequenos problemas de tradução.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir