Resenha #18 - Mar Noturno, de Neyvile Lucas


Uma porta. Aos olhos de Daniel, uma porta comum, completamente inerte. Aos olhos de Clara, a passagem para uma nova vida. Uma vida composta por tribulações, desgraças e sofrimento. Sua tentativa de avisá-lo sobre o perigo que o aguarda é frustrada. Tudo o que Daniel quer é entrar naquele porão, para ele, inofensivo. Seguindo seu desejo, Daniel infiltra-se na densa escuridão do local.
A partir daí, inicia-se uma fase de desconstrução em sua vida, revelando o erro por ele cometido. Uma batalha é travada. De um lado, uma maldição, extraindo cada gota de felicidade que possa haver em seu ser. Do outro, Daniel, vendo a vida desabar à sua frente, sabendo que pode mudar tudo isso com apenas uma escolha.
Desde o inicio da narrativa, o autor nos apresenta Daniel. Um jovem de 16 anos. Teimoso e imprudente, após ouvir uma conversa entre a direto e a coordenadora de sua escola, Daniel resolve procurar por um porão que nunca ouvirá falar. Após descobrir uma lenda sobre o porão da escola, Daniel é intimidado por sua amiga Clara a não se aventurar pelo lugar. No entanto, se recusa a ouvir suas recomendações.

Quando as portas para o porão se abrem, Daniel descobre que a curiosidade nem sempre é satisfatória. Ele vê sua vida se destruindo aos poucos. Suas escolhas parecem afetar não só a si próprio como também a sua família. Agora. Daniel se vê diante de uma escolha que pode concertar todos os problemas, mas que irá mudar a sua vida para sempre.

A porta se abriu, a maldição se libertou, corra enquanto pode, o ciclo recomeçou e não adianta tentar, de mim nunca se esconderá.
Mar Noturno tem um enredo muito bem pensado, mas em alguns momentos mal desenvolvido. O livro é relativamente curtinho e a escrita é de fácil compreensão. Os capítulos são curtos e a narrativa é leve e fluída, ou seja, é um livro perfeito para se ler quando estamos cansados de livros mais pesados ou naquela ressaca literária.

Durante o livro, o autor abordou uma tema bem atual, o bullying. Em alguns momentos, o autor consegue dar um tom divertido e também sério a essa questão. Já em outros, vemos a tristeza dos acontecimentos e o impacto que eles podem causar na vida das pessoas que o sofrem e daqueles que as cercam.

Durante a narrativa, o autor algumas vezes se estendia mais que o necessário na descrição de determinados ambientes, mas nada que atrapalhe a leitura. Mas houveram momentos em que fiquei bastante irritada com Daniel e Clara. Em alguns pontos, os dois estão diante de enigmas óbvios e implícitos nas próprias frases que são ditas a Daniel e não conseguem perceber a realidade. Essa falta de tato para algumas questões fez com que o livro se estendesse em questões desnecessárias.

Todos que você ama pagaram por sua curiosidade, a ordem não interessa, o que importa é a dor. 
O autor conseguiu desenvolver bem os personagens, as característica de cada um são bem vistas e bem diferenciadas. O autor é jovem, apenas 15 anos, então a linguagem do livro é bem jovem. O livro como um todo é bem juvenil, apesar de ser uma estória de suspense e terror. Apesar de ter alguns contras, Lucas conseguiu construir uma narrativa que faz o leitor querer continuar a ler mais e mais, até que o livro seja devorado por completo.

Minha maior decepção com a estória ficou a cargo do final. Acho que o autor poderia ter construído algo bem mais energético e menos clichê. Senti que li mais de duzentas páginas, para um final que poderia ter previsto desde o princípio. O livro é bom, mas não é aquele livro. Se você quer uma leitura por diversão, eu recomendo. Se está procurando algo mais que isso, não se arrisque e vá sem expectativas.

Quanto a edição, a Chiado arrasou novamente. A capa está linda, as margens estão muito boas e as letras seguem o mesmo padrão de tamanho. Durante a correção, vi que passaram alguns pontos, mas nada que atrapalhe e compreensão da estória.


A curiosidade é algo que pode ser controlado, mas apenas se você quiser controlá-la. Bem, ele não queria.

Título: Mar Noturno
Autor(a): Neyvile Lucas
Editora: Chiado Editora
Páginas: 250

Avaliação Final:

                                 





Quotes Perdidos

Norte riograndensse, blogueira por amor ao livros. Curte séries tanto quanto ama terror. Um bom drama vale a pena e nada melhor que um filme junto com um friozinho. Prazer, pode me chamar de Andy.

15 comentários:

  1. Olá,
    Eu não conhecia o livro mas não curti muito a capa dele, mas gostei da sua resenha.

    Eu não curto muito quando os autores exageram nos detalhes, são raras as exceções. Apesar de não gostar do gênero, acho que esse livro não seja algo pesado, pelo menos parece isso na resenha.

    O fato do autor ter só 15 anos, talvez, tenha prejudicado em relação à esse pontos negativos, mas a vida é aprendizado, parabéns pra ele que não segue a regra dos adolescentes atuais, que chegam a dar decepção, ando com um desgosto enorme com essa geração.

    ResponderExcluir
  2. Poxa, que pena. A capa do livro é tão linda, a sinopse é tão interessante.
    Fiquei decepcionada que tenha sido mal desenvolvido e com um final clichê. Na minha opinião o enredo tinha tudo pra dar uma ótima história. :-(

    ResponderExcluir
  3. Poxa, que pena. A capa do livro é tão linda, a sinopse é tão interessante.
    Fiquei decepcionada que tenha sido mal desenvolvido e com um final clichê. Na minha opinião o enredo tinha tudo pra dar uma ótima história. :-(

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Adorei a capa do livro. Sério. Também gostei da sinopse e fiquei muito interessada. Mesmo com os pontos negativos citados, como a questão dele ter se estendido em alguns cenários e do final não ser o esperado e sim um pouco previsível, que quero ler.
    Um beijo,
    Delírios Literários da Snow

    ResponderExcluir
  5. Oie.
    Eu amei a capa. A premissa é interessante, mas o genero não é muito o que eu costumo ler, mas mesmo assim eu arriscaria, só é chato saber que o enredo em alguns momentos foi mal desenvolvido.
    Fiquei interessada também pelo fato de ser citado na história o bullying..
    Amei a resenha.

    ResponderExcluir
  6. Olá! Não conhecia o livro e fiquei muito interessante. Mesmo com as suas ressalvas fiquei interessada mesmo. Gostei do mistério e fiquei curiosa a respeito dessa maldição que ele liberou. Beijos!

    Entre Livros e Pergaminhos

    ResponderExcluir
  7. Ainda não conhecia a obra, mas fiquei muito curiosa para ler, já que tem bullying como elemento na trama. Eu fiquei apenas com receio sobre as descrições serem longas, não tenho paciência pra isso, prefiro quando tem mais diálogo. rsrs Então vou ver se leio ou não a obra, dependendo, por ser uma leitura rápida, eu dê uma chance sim.
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  8. Olha eu até que gostei da trama, porque queria saber o que ele encontra nesse porão da escola e saber o porque dos acontecimentos, mas depois que cheguei no fim da sua resenha e vi que se trata de um suspense com terror eu já deixei de lado, porque não gosto de livros que me dão medo e olha que eu adoro a Chiado Editora. Não sei se leria ele não. Mas eu fiquei bastante curiosa por conta do desenrolar da estória. Outra coisa também é que fiquei meia assim quando tu falou do desfecho, descrições que acabam me dando sono por demais quando leio enfim...alguns contras que eu não gosto mesmo. Mas mesmo assim quem sabe eu venha a conhecer. Não custa né?

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/01/carnaval-de-livros-ler-editorial.html

    ResponderExcluir
  9. Cara só de vc ter escrito que o final não foi como vc esperava, ja me deixou triste. Mas por outro lado fiquei super curiosa para saber o que realmente acontece no porão da escola...hihihihi.

    Pelo jeito é um tipo de livro que tem um bom enredo mais o autor não soube se aprofundar bem no final.

    Ja li livros assim. Da vontade de vc mesmo reescrever o final. Tenho uma amiga que com certeza faria isso. A capa é legal e a diagramação ficou diferente dos livros que leio.

    bjus

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Muito obrigado pela resenha! Fico feliz que tenha gostado do enredo. Que pena que houve falhas em alguns pontos, mas gostei muito de saber disso para evitar cometer o mesmo erro futuramente. Foi uma pena também você não ter gostado do final, rs, espero que você goste dos próximos que virão!
    No meu site há mais informações sobre mim e Mar Noturno: www.neyvilelucas.com.
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  11. A premissa e um dos temas abordados - o bullying - são bem interessantes, se fosse um livro que visse na livraria com dinheiro e lesse a sinopse eu com certeza compraria, mas que pena que pesou para o clichê no final, pois fujo muito de livros que tem isso.

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá, eu não conhecia o livro ainda mas confesso que a trama chamou minha atenção, no momento estou procurando leituras leves sem exigir nada de mais, então acredito que por isso eu iria gostar muito do livro.

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  13. Oie!!
    Não conhecia o livro, na verdade nunca tive a chance de ler nada da editora.
    Gostei muito de sua resenha, você soube pontua-la muito bem, porém confesso que a história não me chamou muito atenção. Porém a achei a cara da minha parceira de blog ;) Vou indica-lo para ela!
    bjs

    ResponderExcluir
  14. Olá, tudo bem?
    Eu gosto de livros assim com uma aventura mais leve e com uma linguagem mais jovem, até a previsibilidade é algo bom quando se procura algo para desintoxicar de livros fortes demais.
    Gostei muito da premissa e da resenha e com certeza se tiver oportunidade lerei para conhecer esse mundo por trás do porão, outra coisa que gostei foi por tratar de bullyng é bom para os jovens lerem e poderem refletir.
    Beijos.

    Giuliana

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bem? Andei meio sumida do seu blog, né? Hehe... Ainda não conhecia esse livro, mas a capa me chamou a atenção.

    Bom, vim aqui te avisar que eu criei uma tag literária lá no meu blog, e te indiquei para respondê-la. Beijos e espero que goste!
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir